Tópicos

Afinal, seu sistema precisa ou não de baterias?

20 de Junho, 2015. Por João Caracas

Uma dúvida muito comum para todos que se interessam em gerar sua própria energia elétrica utilizando painéis solares é a utilização das baterias. Afinal, precisamos mesmo delas?

Antigamente, para ter um sistema de energia solar eram necessários painéis para gerar energia, baterias para armazenar a energia durante o dia e permitir o uso durante a noite e um inversor para “transformar a energia” das baterias para os 220V que estamos acostumados a utilizar. Além de tudo isso, nesses sistemas com baterias tínhamos que escolher e isolar em um circuito elétrico todos os equipamentos que seriam alimentados usando a energia solar, que por isso eram conhecido como sistemas isolados.

SISTEMAS DE ENERGIA SOLAR ISOLADOS

Image title

Os sistemas de energia solar isolados têm a vantagem de gerar energia em qualquer local, bastando montar os equipamentos da forma necessária. Pode-se fornecer energia para pequenos consumos (como uma calculadora ou um carregador USB), para um barco ou uma residência familiar, e até para uma comunidade inteira – como a da foto acima, na qual um sistema com 168 painéis e 240 baterias de 600Ah, fornece energia para mais de 100 famílias na Ilha de Lençóis, no  Maranhão.

Nestes sistemas as baterias desempenham um papel super importante, elas são uma fonte estável de energia. Os painéis solares podem gerar mais ou menos energia a cada segundo, dependendo do sol, das nuvens, da temperatura, do vento e de uma série de outros fatores. As baterias vão “balancear” a geração de energia. Elas absorvem o excedente de energia em momentos de bastante sol, guardando-os para os momentos de baixa radiação ou para a noite.

Com o passar do tempo as baterias evoluíram muito, chegando às baterias de chumbo-ácido estacionárias que são utilizadas atualmente. De início, as baterias para sistemas solares eram bem parecidas com as baterias de carro, e duravam muito pouco. As baterias mais utilizadas hoje, chamadas de OPZv e OPZs, são capazes de suportar um grande número de ciclos de carga e descarga, fazendo-as durar em média até 5 anos.

Mas existe outra forma de utilizar a energia solar que não utiliza baterias. Desde o fim de 2012, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) regulamentou a microgeração de energia de forma distribuída, e os sistemas solares se encaixam nessa regulamentação. Esses sistemas são conhecidos como sistemas de energia solar conectados à rede.


SISTEMAS SOLARES CONECTADOS À REDE

Image title

Não só os painéis solares evoluíram (e muito) nos últimos anos, como também evoluiu a forma de utilizar a energia solar. Hoje é possível ter um sistema de geração de energia elétrica com painéis solares sem precisar utilizar baterias. Qual a vantagem?

A mais clara delas é o menor preço do sistema. Sem as baterias, que ainda são caras, o sistema tem menor custo. Outra vantagem é ambiental. Hoje, o descarte das baterias não é um processo simples, e elas podem poluir o ambiente com materiais nocivos caso o descarte não seja corretamente feito.

Nos sistemas conectados à rede, o papel de “balancear” a energia que a bateria cumpre nos sistemas isolados é executado pela rede elétrica. Ela absorve a energia produzida em excesso e a devolve quando for necessário. Essa troca de energia é registrada pela concessionária, e o saldo é o que de fato é cobrado.

A pegadinha é que a grande vantagem desse sistema também é a sua desvantagem. A falta da rede elétrica para esse sistema tem o mesmo efeito da falta de baterias para o sistema isolado. Ou seja, se faltar luz, não há geração de energia. E não importa o sol que esteja fazendo lá fora.

E ENTÃO, VOCÊ PRECISA OU NÃO DE BATERIAS?

Image title

Com a possibilidade da instalação de um sistema conectado à rede, você só precisa das baterias em casos especiais. Em fazendas, barcos ou locais isolados onde não se tem acesso à energia convencional, por exemplo. Ou então, em lugares onde ter energia 100% do tempo é essencial, fazendo-se obrigatório o uso dos sistemas com suporte de baterias.

Mas nem tudo está parado do universo dos sistemas isolados com baterias. Recentemente vimos grandes avanços com o lançamento de uma bateria a íons de lítio para sistemas solares, a Powerwall da Tesla

Quer entender mais como funcionam os diversos tipos de sistemas de energia solar? Assine nossa newsletter e receba em primeira mão novos posts. 

Voltar